O que é o Tabaco Ambiental?

O fumo do Tabaco Ambiental é uma combinação do fumo do cigarro e da fumaça expelida pelo fumante. O Tabaco Ambiental pode ser reconhecido facilmente pelo seu odor característico, e contamina o ar, impregnando a roupa, cortinas, móveis. Muitas pessoas podem ter irritação nos olhos e nas membranas mucosas do nariz ao entrar em contato com ele. Mas o mais importante é que este fumo representa um problema de saúde extremamente perigoso. Mais de 4.000 substâncias químicas foram identificadas nele e estima-se que, pelo menos 43 destas substâncias são causadoras de câncer.

É comum estar exposto ao fumo do Tabaco Ambiental?

Aproximadamente 26% dos adultos somente nos Estados Unidos, e 67% das crianças menores de cinco anos convivem em lugares onde vive pelo menos um fumante.

Quem está em risco?

Por mais que o Tabaco Ambiental seja prejudicial para todos, os fetos e as crianças são os que enfrentam o maior risco. Isso ocorre porque o Tabaco Ambiental causa danos em órgãos que estão ainda em desenvolvimento, como pulmões e cérebro.

Qual o efeito do Tabaco Ambiental em fetos e crianças?

A circulação de sangue nas mães e seus fetos ainda em gestação é afetada severamente pelo Tabaco Ambiental, apesar de seus efeitos a longo prazo não serem conhecidos com exatidão. Alguns estudos sugerem que o fumo do Tabaco Ambiental pode causar defeitos congênitos como problemas nos lábios e paladar da criança.

As mães que fumam produzem menos leite na época da amamentação e seus bebês apresentam peso abaixo do normal. Mães que fumam na gravidez também podem causar a Síndrome da Morte Infantil Repentina, a causa de morte mais comum em crianças de 1 mês até 1 ano de idade.

Estar exposto ao Tabaco Ambiental reduz a eficiência dos pulmões e interfere no funcionamento normal dos pulmões em crianças de todas as idades, além de aumentar na severidade dos ataques de asma. O Tabaco Ambiental também pode piorar problemas de sinusite, rinite e outros problemas crônicos do sistema respiratório. Também aumenta o catarro em crianças, bem como as infecções na garganta.

Em crianças menores de 5 anos, o Tabaco Ambiental aumenta a incidência de bronquite e pneumonia. Um estudo feito em 1992 pela Agência de Proteção Ambiental Americana descobriu que o Tabaco Ambiental causa de 150.000 a 300.000 infecções nas vias respiratórias de crianças com menos de 18 meses. Estas enfermidades correspondem a cerca de 150.000 hospitalizações anuais. Os filhos de pais que fumam mais de meia carteira de cigarros enfrentam duas vezes mais riscos de hospitalização do que filhos de não-fumantes.

O que o Tabaco Ambiental causa aos pulmões e vias respiratórias das crianças?

Estar exposto ao Tabaco Ambiental reduz a eficiência dos pulmões e interfere no funcionamento normal dos pulmões em crianças de todas as idades, além de aumentar na severidade dos ataques de asma. O Tabaco Ambiental também pode piorar problemas de sinusite, rinite e outros problemas crônicos do sistema respiratório. Também aumenta o catarro em crianças, bem como as infecções na garganta.

Em crianças menores de 5 anos, o Tabaco Ambiental aumenta a incidência de bronquite e pneumonia. Um estudo feito em 1992 pela Agência de Proteção Ambiental Americana descobriu que o Tabaco Ambiental causa de 150.000 a 300.000 infecções nas vias respiratórias de crianças com menos de 18 meses. Estas enfermidades correspondem a cerca de 150.000 hospitalizações anuais. Os filhos de pais que fumam mais de meia carteira de cigarros enfrentam duas vezes mais riscos de hospitalização do que filhos de não-fumantes.

E que problemas pode causar aos ouvidos?

O Tabaco Ambiental aumenta o número e a severidade de infecções de ouvido nas crianças. O fumo respirado pelos pequenos causa inflamações na Trompa de Eustáquio, que conecta a nasofatinge com o ouvido médio. Esta inflamação causa uma obstrução da Trompa, que resulta em dor e infecção do ouvido médio. As inflamações de ouvido são as causas mais comuns de surdez em crianças. Quando as infecções auditivas não são tratadas por médicos, procedimentos cirúrgicos se fazem necessários.

E que danos causa ao cérebro?

Os filhos de mães que fumaram durante a gravidez estão mais predispostos a problemas emocionais como a hiperatividade. Estas crianças também podem apresentar problemas no desempenho escolar e intelectual.

O que posso fazer para minimizar este problema?

Em primeiro lugar, se você é fumante, pare de fumar. Consulte um médico se deseja tratamento para ajudá-lo. A medicina avançou muito nesta área. Se você tem outros familiares que fumam, incentive-os a fazer o mesmo. Se eles não querem parar de fumar, peça a eles que não fumem dentro da sua casa. Também não permita que fumem dentro do seu carro.

Atenção: Todas as informações contidas neste site possuem caráter informativo, não substituindo, em hipótese alguma, as orientações de seu médico.

Copyright © 2015 :: Lavinsky Otorrino - Design By Quanta PPG